junho 22, 2009

Selinhos


Abrindo um espaço aqui, fungindo do padrão por um post.
Pois...
O meu querido blog, "Quando nada mais tiver graça...", ganhou um selinho! Isso mesmo, da nossa amiga Vinha, dona do falecido blog "Lucy, a garota do blog" e dos atuais "Papéis Gum" e "My Thoughts Teen" e outros selinhos da Jujub, do blog "Dobrando a Aposta" e da Poli, do "Brown eyed girl across the street".

Obrigada Vinha, Poli e Jujub!




Regras:
  1. Linkar quem indicou:
    http://thoughtsteen.blogspot.com/
    - http://dobrandoaaposta.blogspot.com/ - http://browneyedgirlacrossthestreet.blogspot.com/
  2. Postar o selo
  3. Avisar 5 amigas e passar o selo
  4. Responder essas perguntas:

Mania: Tirar cutícula, ficar atualizando a caixa de entrada e tirar fotos
Pecado Capital: Gula
Melhor cheiro do mundo: Algum cheiro que me lembre coisas boas ou alguém especial
Se dinheiro não fosse problema eu faria: Compraria todos os livros que eu quero (que não são poucos) e DVD's, faria diversos cursos, além de ajudar muitas pessoas
Casos de infância: Me divertia vendo as pessoas indo para o carnaval, da varanda da casa dos meus avós
Habilidade como dona de casa: Omelete e Brigadeiro
O que não gosta de fazer em casa: Varrer (tenho alergia)
Frase: Para toda regra, há uma exceção
Passeio para o corpo:
Dançar
Passeio para a alma: Ler
O que me irrita: Hipocrisia
Frase ou palavra que fala muito: "Pra variar", "Né?" e "Tá de sacanagem né? Só pode ser"
Palavrão mais usado: C*&*%¨*&% de Asa Dançante (não me perguntem da onde tirei isso!) e Ahhh pa po*&¨&*¬£!
Desce do salto e sobe o morro quando: Abusam da minha paciência de propósito, não entendem o que eu estou tentando dizer ou pedem pra repetir o que eu acabei de falar
Elogio favorito: "Você está linda!"
Talento oculto: Convencer as pessoas e chorar facilmente
Não importa que seja moda, não usaria nem no meu enterro: Salto alto
Queria ter nascido sabendo: Jogar algum jogo de cartas


Blogs...
(tentei não mandar para as mesmas pessoas que a Vinha mandou)
  1. Lívia - http://lilly15.blogspot.com/
  2. Lola Moony - http://vicioseilusoes.blogspot.com/
  3. Poli -http://browneyedgirlacrossthestreet.blogspot.com/
  4. Júlia - http://pinksunglassesworld.blogspot.com/
  5. Simone Morena - http://garotaslunaticas.blogspot.com/
Sei que algumas não estão entrando muito... mas meu selinho é de coração!

junho 20, 2009

Filme: Nick e Norah

Nick e Norah - Uma noite de amor e música




Baseado no livro de Rachel Cohn e David Levithan, "Nick e Norah - Uma noite de amor e música", conta uma história que acontece por acaso. Tris (Alexis Dziena) terminou com Nick (Michael Cera) um tempo atrás, e desde então, ele se encontra triste. Um dia, entretanto, seus companheiros de banda, Dev (Rafi Gavron) e Thom (Aaron Yoo), ambos gays, aparecem para chamá-lo para tocar num show e depois irem procurar onde a banda "Where's Fluffly?", que eles idolatram, irá tocar. Durante o show deles, Nick conhece Norah (Kat Dennings), que por acaso é uma colega de colégio de sua ex. Fã dos Cd's mixados de Nick, Norah também quer achar a tal banda, mas sua amiga, Caroline (Ari Graynor) acaba ficando bêbada e causando alguns vexames. Os amigos de Nick, então, resolvem ajudá-las, mas muita confusão ainda está por vir.


video

________________________________________________________________

Minha Opinião

Ganhei o filme em uma promoção da Galera Record e ainda não tive a oportunidade de ler o livro que o baseou, mas de acordo com as meninas do fórum, foi fiel. Os atores têm um grande caminho pela frente, com certeza. Gostei principalmente das atuações de Ari Graynor e Rafi Gavron. Resolvi pesquisar um pouco sobre o Rafi e descobri que ele fez "Roma". Eu já vi essa série e lembrei dele, tadinho (no seriado ele foi 'abusado' por um dos caras que tomavam conta da casa que ele trabalhava. Um dia eu escrevo sobre a série), e fiquei me perguntando se ele era gay mesmo, já que ele atuou muito bem. Ri várias vezes - como na parte em que a Caroline vomita - e achei fofo também - quando Nick e Norah estão no estúdio, por exemplo. Espero que Michael Cera, ator também de Juno e Superbad, consiga fazer outros tipos de papéis nos filmes, não só de adolescentes; afinal, nunca é demais o conhecimento e a experiência. Gostei muito do filme e o recomendo para um dia em que você está sem ter o que fazer e quer se divertir sem compromisso.

_________________________________________________________________

Título: Nick e Norah - Uma noite de amor e música
(Nick and Norah's Infinite Playlist)
Diretor: Peter Sollett
Elenco: Michael Cera, Kat Dennings, Ari Graynor,
Rafi Gavron, Aaron Yoo, Alexis Dziena
Ano: 2008
Duração: 89 minutos

junho 16, 2009

Livros: A Morte é Contagiosa e Dobrando a Aposta - Charlie Higson

Antes de tudo, peço desculpas pelo tamanho do post. Não se assustem!
Depois de "Missão Silverfin", aí vai mais duas sinopses da coleção "Jovem Bond".

______________________________________________________________

A Morte é Contagiosa - Charlie Higson


James Bond está de volta. Agora, como parte de um grupo em Eton, a Sociedade do Perigo. Com a adrenalina correndo 24 horas em suas veias, nosso jovem espião, não consegue ficar longe de encrenca. E mais uma vez, ele ultrapassa os limites da boa e velha Inglaterra.
As férias de verão, até que enfim, chegam, e, para aproveitá-las, James faz uma excursão para a Itália, junto com alunos e professores de Eton. Mas, Mark Goodenough, um colega de escola de James, não poderá curtir suas férias, pois, estranhamente, seu pai foi assassinado e sua irmã, está desaparecida.
James resolve, também, visitar seu primo, Victor, em sua moderna casa em Sardenha. Mas, uma outra visita, esta inesperada, desperta suspeitas: é Ugo Carnifex, um "conde" rico e que não suporta sujeira. Será que é esse tal de Ugo quem está por trás de toda essa confusão? E uma sociedade chamada Milenária, o que pode esconder de tão perigoso?
Essas, e outras perguntas, James Bond tentará responder. Afinal, não é apenas sua vida que está em jogo; quanto mais rápido correr, melhor. E lembre-se, cuidando em quem você confia.
_______________________________________________________________

Dobrando a Aposta - Charlie Higson

Decifrar enigmas nunca foi o forte de James Bond. Mas, dessa vez, ele será de grande ajuda para desvendar uma carta de Fairburn. Um docente de Eton, que, misteriosamente, desapareceu.
Apesar da promessa feita ao diretor de seu colégio, de que se manteria longe de encrencas, James não resiste a essa nova aventura, cheia de apostas e jogos sujos. Seguindo as pistas deixadas pelo professor, James e seus amigos se aventuram, passando por diversas confusões, as quais, muito perigosas. Entre seus parceiros, está seu velho companheiro, Red Kelly, que, obviamente, não negará esforços para ajudá-lo nessa busca.
Apenas um final de semana, é isso que James e seus amigos têm para poder salvar o mundo.
_______________________________________________________________

Os Livros

A coleção é composta de 5 livros. Apenas os 3 primeiros foram lançados no Brasil. Os outros dois, possuem os respectivos títulos: "Hurricane Gold" e "By Royal Command". Mas as histórias não acabam por aí. Não sei se haverá lançamento dos outros livros: "SilverFin: The Graphic Novel", um adaptação ilustrada por Kev Walker, do 1º livro da série; "The Young Bond Rough Guide to London", uma brochura dos locais de Londres do 3º livro e "Danger Society: The Young Bond Dossier", um guia, que será lançado no final desse ano no Reino Unido, com as características dos carros, das armas, dos locais etc. das aventuras em que James se arriscou, também ilustrado por Walker, e conterá, também, uma nova e eletrizante história de James Bond. Talvez a coleção em si tenha continuidade, mas não se sabe se Charlie Higson ainda será o autor.

Minha Opinião

Demorei um pouco, sim, para ler os três livros. Ganhei em uma promoção no site da Galera Record em dezembro e fui terminar começo de maio. Mas não que as histórias não tenham me pegado de jeito, muito pelo ao contrário, eu apenas não tenho o costume de ler outros livros que não sejam Chick-lit. Por exemplo, li a série "O Poder dos 5", gostei muito, e ainda prefiria Chick-lit's ao invés da coleção. Mas a série "Jovem Bond" me fascinou e fez mudar qualquer opinião que eu tinha sobre James Bond ou livros de aventura e ação. Uma linguagem bastante diferenciada, com detalhes minusciosos e importantes, diferente de muitos outros livros que eu tenha lido nesses últimos anos. Uma coisa que me fez ver observar isso, foram as conversas e os fatos além da história. Melhor dizendo, a relação de James com seus amigos, seus professores e seus poucos parentes; e que eu aprendi com os livros. No 1º, por exemplo, Tio Mark ensina a James como dirigir e, como num passe de mágica, agora eu sei onde fica a embrenhagem de um carro, e se bobear, até consigo ligar um. No 3º livro, descobri como se joga Copas. Sim... aquele joguinho que vem junto com o seu computador e que você nunca joga porque é muito mais fácil jogar Paciência? Pois é. O autor também resolve falar sobre política e assuntos culturais, ao fazer com que personagens citem, por exemplo, Lênin ou a Grande Guerra. Recomendo a coleção, principalmente para aqueles que têm a mania de se apegar a apenas um tipo de literatura. Fugir da rotina faz bem!

_________________________________________________________________

Título: A Morte é Contagiosa
Autor: Charlie Higson
Editora: Record
Ano: 2006
Número de páginas: 400
ISBN: 8501074608

Título: Dobrando a Aposta
Autor: Charlie Higson
Editora: Galera Record
Ano: 2008
Número de páginas: 432
ISBN: 9788501079565

junho 14, 2009

Séries: Cupid e Harper's Island

Cupid


Neste remake de 1998/1999, de Rob Thomas, Claire McCrae (Sarah Paulson) é uma psicóloga que recebe a visita de um paciente inusitado, um homem que diz ser o próprio Cupido, o qual foi expulso de casa, o Monte Olímpio, e que só poderar voltar para lá se conseguir juntar 100 casais. A doutora tenta descobrir quem ele realmente é, porém, o tal Deus do Amor, continua insistindo em sua história, o que o leva a inventar um nome terreno: Trevor Hale (Bobby Cannavale). Com o decorrer do tempo, a relação médico-paciente vai se tornando cada vez mais pessoal.

video

___________

Harper's Island


Com o enredo baseado no livro "O Caso dos 10 Negrinhos", de Agatha Christie, Harper's Island conta a história do casamento de Trish Wellington (Katie Cassidy) e Henry Dunn (Christopher Gorham). Eles resolvem se casar numa ilha, onde há 7 anos atrás houve um genocídio, cometido por John Wakefield. Vários amigos e parentes foram convidados, inclusive Abby Mills (Elaine Cassidy), cuja mãe foi uma das vítimas de Wakefield. Mas com o passar dos dias, eles percebem que cometeram um grande erro escolhendo a ilha de Harper para ser o palco de tal acontecimento, pois vários assassinatos e sumiços misteriosos começam a acontecer com seus conhecidos.

video

______________________________________________________________

Minha Opinião

Duas séries muito boas, mas com um roteiro um pouco fraco e, por isso, foram canceladas em suas estréias. As histórias dos casais em Cupid foram bem legais e algumas surpreendentes, mas não gostei muito da atuação individual de Bobby e nem de Sarah, apesar de achar que havia, sim, uma química entre os dois. Uma coisa que me irritava eram os cortes das cenas, junto com aquela paisagem e efeito entre elas. Desnecessário. Não cativou muito o público, diferente de seu remake, 10 anos atrás; ou seja, para mim, não foi uma pena total ter sido cancelada. Já Harper's Island não... vou sentir muitas saudades. No começo, muitos pensaram que era apenas mais um seriado bobo de suspense/terror de quinta categoria, que a cada episódio no mínimo um morria, mas a partir, mais ou menos, do 7º episódio, a coisa foi esquentando. Dei pulos na cadeira e gritos junto com os atores no 8º e 9º episódios. Diferente de Cupid, que, pelo o que eu sei, só terá 6 episódios, os fãs de Harper's Island ainda poderão ver a temporada completa, com seus 13 episódios e, assim, tentar adivinhar quem é o novo assassino da ilha.

junho 07, 2009

Filme: O Iluminado

O Iluminado

Jack Torrance (Jack Nicholson), um escritor e ex-alcoólatra (o que fez quebrar o braço de seu filho quando ele tinha 3 anos), consegue emprego como zelador em um hotel, para tomar conta do lugar durante o inverno, junto com sua esposa Wendy (Shelley Duvall) e seu filho Danny (Danny Lloyd). Ao ser entrevistado para o emprego, o gerente do hotel conta para Jack que muitos não aceitam esse trabalho, pois no passado, o zelador da época, Delbert Grady (Philip Stone), matou sua mulher e suas filhas a machadas e depois suicidou-se com um tiro na boca; o que ocorreu devido a "Síndrome da Cabana", que acontece quando "pessoas vivem muito tempo enclausuradas e acabam se rebelando umas contra outras". Jack, entretanto, não liga muito para tal fato e aceita trabalhar. O tempo vai passando, e Jack vai se tornando um homem perturbado, tendo visões e se tornando agressivo. Seu filho é um sensitivo, chamado de "O Iluminado", pois tem visões do que aconteceu em 77, assim, as forças malignas do hotel não consegue possuir Danny, fazendo com que possua seu pai, Jack, o qual começa a desejar matar sua própria família.

video

______________________________________________________________

Minha Opinião

"O Iluminado" não é um filme totalmente aterrorizante, onde há grito, sangue e corpos espalhados por toda parte. Esse filme faz um terror psicicológico com o telespectador, brincando com sua insegurança, e é aí que o diretor Stanley Kubrick acertou em cheio. O mais assustador, além das cenas e das caras e bocas de Jack e Wendy, é a trilha sonora, a qual, causa arrepios a cada segundo. Não cheguei a ler o livro de Stephen King, mas procurei saber um pouco mais, e como qualquer filme baseado em um livro, não é totalmente fiel. Mas, também, depende do por quê. Um exemplo que soube, é na cena final do filme: no livro, Danny é atacado por animais de topiaria que ganham vida, e não perseguido por Jack no labirinto - isso aconteceu porque Kubrick não tinha verba suficente; outro fato foi que no livro o quarto assombrado era o 217 e no filme 237, um pedido do dono do hotel em que o filme foi gravado, para não espantar os hóspedes, já que na verdade, não existia nenhum quarto 237. Para mim e para muitos fãs, esse é o melhor filme de terror de todos os tempos; recomendo mesmo!

________________________________________________________________

Título: O Iluminado (The Shining)
Diretor: Stanley Kubrick
Elenco: Jack Nicholson, Shelley Duvall, ,
, , ,
Ano: 1980
Duração: 144 minutos

Baseado no livro homônimo do grande escritor do terror e ficção: Stephen King.